Por que é que tão pouco do dinheiro do Primeira Liga Inglesa é pago aos clubes latino-americanos?

A análise a seguir e a solução de marketing proposta para ajudar o seu clube a acessar uma parte de £ 1,7 bilhão de libras (valor gasto pelos clubes ingleses este ano, 2017).

Eu espero que você esteja bem.

Você lembra que entrei em contato em passado recente. Minhas desculpas por esta carta ser ligeiramente longa, mas penso que você vai achar interessantes e úteis as informações contidas aqui que reflem nosso conhecimento e pesquisa da Primeira Liga Inglesa (Premier League) e dos principais mercados europeus de futebol e sua relação com a contratação de jogadores diretamente da América Latina.

Introdução: PMPR Excellence

Meu nome é Peter McLean e eu sou o proprietário e diretor da empresa global de marketing esportivo PMPR Excellence, com sede no Reino Unido. Eu sou um intermediário registrado da FA inglesa (Ref. IMS000179), representando uma série de jogadores internacionais de ligas ao redor do mundo e levando vários jogadores para clubes da Primeira Liga Inglesa (Premier League) e outros clubes em toda a Europa. Todos os meus jogadores tem contrao de representação exclusiva assinado comigo.

A razão pela qual estou entrando em contato é que eu estou muito interessado em desenvolver um relacionamento mutuamente benéfico com seu clube.

Eu trabalho no futebol profissional há mais de 20 anos e fechei muitos contratos com os clubes da Primeira Liga Inglesa (Premier League) que quebraram records, em particular, e em outras ligas ao redor do mundo. Durante este tempo, eu conheci e construi excelentes relacionamentos com os principais decisores (Diretores Esportivos, Executivos Chefe, Gerentes e Chefe de Olheiros) nos principais clubes da Primeira Liga Inglesa, da Ligua 1 francesa, da Bundesliga alemã, da Serie A italiana e Primeira Divisão Espanhola, bem como outras ligas em toda a Europa.

Nos próximos meses, conversareir, privada e confidencialmente, com estes importantes contatos  sobre as demandas dos clubes para a janela de transferência em termos de que posic’ão de jogadores estão procurando e as finanças envolvidas. Eu ficaria encantado de apresentar qualquer um dos seus jogadores que você ache que estão prontos, mas primeiro eu gostaria de estabelecer uma metodologia profissional de trabalho.

Os campeonatos europeus agora gastam mais dinheiro em transferências do que nunca

Antes de discutir uma metodologia de trabalho, gostaria de compartilhar com você algumas estatísticas.

Como você já sabe, a janela de transferência do Verão de 2017 viu os maiores níveis de investimento de transferência dos clubes da liga europeia Big-5 - € 5.1bn. (Fonte: Relatório de Mercado de Transferência do Observatório de Futebol do CIES: http://www.football-observatory.com/IMG/sites/mr/mr27/en/)

Figura 1.jpg

A Primeira Liga Inglesa (EPL) foi, de longe, o maior gastador - mais do que a Bundesliga alemã e do que a Liga espanhola combinadas. (Fonte: CIES)

Figura 2.jpg

Esta é, é claro, uma boa notícia para o seu clube.

Mas a maioria dos clubes ingleses não compram diretamente do Brasil (ou da América do Sul)

Em geral, muitos clubes Primeira Liga não estão, atualmente, procurando trazer jogadores diretamente da América Latina (não é opinião, por favor, veja a evidência abaixo) por vários motivos: (a) restrições de imigração (b) essas restrições levaram a um grande número de clubes não fazer observações de jogadores na América do Sul. Como resultado, muitos clubes não estão preparados para realizar as observações exploratórias (ter olheiros), e a reunir o tipo de informação necessária para poder assumir um compromissos financeiros de milhões de libras. Especialmente, por exemplo, em nome das empresas/clubes de futebol listadas na Bolsa de Londres, onde os diretores têm uma responsabilidade legal para com os acionistas para assegurar a "diligência devida" (pesquisa metodológica e lógica adequada). Conheço isso porquanto trabalhei por 6 anos em uma equipe de gerenciamento sênior para um clube listado na Bolsa de Valores de Londres.

Minha empresa, PMPR Excellence, realizou pesquisas extensas nesta área, especialmente neste verão. Por favor, veja os detalhes abaixo do relatório particular da Primeira Liga inglesa feito pela PMPR Excellence sobre jogadores da América Latina.

Relatório Anual Privado da PMPR da Primeira Liga Inglesa sobre a Entrada de Jogadores da America Latina na Primeira Liga Inglesa. 

Atualmente, existem 40 jogadores sul-americanos no Primeira Liga Inglesa, mas apenas 7 desses jogadores vieram diretamente da América do Sul para a Inglaterra. De 498 jogadores, estes 7 representam apenas 1,4% do total de jogadores da liga. Três vezes mais jogadores da América do Sul chegaram à Primeira Liga diretamente dos clubes da Liga Inglesa 1 (21 jogadores) (o terceiro nível do futebol inglês). No momento da pesquisa, apenas 4 jogadores tinham sido contratados diretamente do Brasil. Isso é 0,73% do total dos jogadores na liga.

Há muitos motivos para esse fenômeno.

Em primeiro lugar, a Federação Inglesa (FA) impõe requisitos de qualidade de jogadores para imigração para jogadores trazidos diretamente para a Primeira Liga difíceis de atingir por jogadores oriundos de países fora da União Europeia - Se eles não tiverem passaportes da União Européia devem ser jogadores internacionais já estabelecidos. 

Uma segunda barreira é a falta de olheiros/observadores de clubes ingleses na América Latina. Parece incrível, mas muito poucos clubes Primeira Liga têm qualquer nível de sistema de observação na América Latina, apesar do óbvio volume de jogadores de qualidade na região. Sem olheiros/observadores no lugar, os clubes Primeira Liga geralmente acham muito arriscado contratar jogadores de alta performance, a despeito de qualquer estatística. Muitos dos clubes Primeira Liga têm uma política de observar um jogador ao vivo em um mínimo de três ocasiões, para muitos clubes isso deve incluir pelo menos uma vez, uma observação feita pelo gerente/treinador principal. Os clubes, que são muitas vezes empresas listadas no mercado de ações, têm, por lei, que fazer uma "diligência devida" (pesquisa metodológica e lógica adequada) em nome de seus acionistas. Isso é quase impossível de executar rapidamente dentro das restrições de tempo de uma janela de transferência do outro lado do mundo. Com a maioria dos clubes que não têm olheiros/observadores na América do Sul para cumprir os critérios de ver o jogador ao vivo três vezes, isto significa pelo menos três viagens da Inglaterra para a América do Sul por um representante de cada clube para observar o jogador.

Por que os clubes Primeira Liga devem mudar seus métodos e começar a comprar diretamente da América Latina? Os números mostram que os clubes da Primeira Liga estão pagando um prêmio alto para comprar jogadores latino-americanos através de outros países europeus em vez de fazê-lo diretamente. Considere as seguintes transferências feitas indiretamente do Brasil:

Jogadores contratados do Brasil para a Europa - depois mudando-se para a Inglaterra

  • Danilo - Santos para Porto (£11m) - Porto para o Real Madrid (£28m) - Real Madrid para Man City (£27m) - aumento de £16m

  •  David Luiz - EC Vitoria ao Benfica (£450k) - Benfica a Chelsea (£22m) - aumento de mais de £21.5m

  •  Fernandinho - Atletico-PR para Shakhtar D. (£7m) - Shakhtar para Man City (£36m) - aumento de £29m

  •  Roberto Firmino - Tombense a Hoffenheim (£3,6m) - Hoffenheim a Liverpool (£37m) - aumento de £33.4m

  •  Willian - Corinthians para Shakhtar (£12m) - Shakhtar para Anzhi (£31m) - Anzhi para Chelsea (£31m) - aumento de £19m

Sem considerar os salários, apenas nas taxas de transferência sozinha, através destes 5 exemplos, haveria uma poupança para futebol inglês de cerca de £118,9 milhões

Os clubes Primeira Liga poderiam obter jogadores de qualidade sem preços inflacionados se comprassem diretamente de clubes latino-americanos.

Então qual é a solução?

Eu acredito que podemos começar agora com a visão de promover Luan para os clubes Primeira Liga para a janela de transferência do verão de 2018. Ao iniciar um processo de comercialização do seu jogador agora, podemos dar aos clubes interessados a oportunidade de observar adequadamente o jogador a tempo para o próximo verão.

Evitamos segmentar especificamente a próxima janela de transferência de janeiro de 2018, pois os estudos mostraram que se gasta 75% a menos em taxas de transferência durante a janela de inverno em comparação com a janela de transferência de verão (veja os gráficos acima). Claro que, se os clubes se sentirem prontos para fazer um investimento no jogador em janeiro, então perfeito, mas o plano seria comercializar o jogador para uma mudança no verão de 2018.

Próximas ações:

Com isso em mente, gostaria de saber se há jogadores em seu clube que, de forma privada e confidencial, você estaria interessado em promover, também privada e confidencialmente, e você gostaria que ajudássemos a comercializá-los nos mercados que conhecemos bem, como a Inglaterra?

Por favor veja nos anexos mais algumas informações sobre como faríamos este processo funcionar. Gostaria de lhe enviar modelos dos documentos de procuração que usamos no passado.

Finalmente, eu entendo que seja importante que você conheça um pouco mais sobre nós, então, por meio de introdução, incluí uma folha de fundo em mim mesmo em português e uma página de testimoniais de futebol sobre minha empresa. Trabalhei por 6 anos na equipe de gerenciamento sênior que administra Celtic Football Club (foi na Liga dos Campeões da Europa em um grupo com Paris Saint-German, Bayern de Munique e Anderlecht). Compreendo as perspectivas do ponto de vista do jogador e do clube.

Gostaria também de oferecer uma garantia de confidencialidade profissional e ética. Minha empresa e eu construímos uma reputação agindo com honestidade, confidencialidade e confiança que foi conquistada através da nossa conduta e pela experiência do cliente. Como ex-representante do clube, tenho uma compreensão aguda das dimensões públicas e políticas do futebol e, portanto, atuo sempre para proteger o cliente e respeitar a confidencialidade. Ficaria feliz em fornecer mais referências (veja a página em anexo)

Se você prefere que outra pessoa seja nosso contato alternativo no seu clube, por favor você poderia inclur o email dela na resposta quando você responder ao meu e-mail?

Se preferir falar em português, meu colaborador Osterne Feitosa, que é brasileiro, pode atender-lo ou ligar para você. O telefone dele é 85 99981 4567.

Agraceço antecipadamente sua consideração,

Estou ansioso para ouvir de você e espero que trabalhar com você.

Atenciosamente,

Peter 

Peter McLean

Managing Director